IgualPro - As profissões não têm género

IgualPro

Promotor: Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE)

Parceiros:

Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra

Associação para o Planeamento da Família (APF)

Instituto do Emprego e Formação Profissional, IP (IEFP)

Centro de Formação Profissional para o Comércio e Afins (CECOA)

Centro de Formação da Indústria Eletrónica, Energia, Telecomunicações e Tecnologias da Informação (CINEL)

Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios (MODATEX)

Inete - Instituto de Educação Técnica

Odalen Næringshage AS

Financiamento EEA Grants: 240.100

Financiamento Total: 240.100

Programa:

O que é este projeto?

projeto investigação-ação IgualPro - As profissões não têm género visa combater a segregação sexual nas escolhas educativas e vocacionais de raparigas e rapazes e a consequente segregação das escolhas profissionais, através da desconstrução dos estereótipos de género associados às diferentes áreas de estudo e respetivas profissões, com especial enfoque nas áreas de formação em que se verifique uma efetiva segregação entre raparigas e rapazes.

É um projeto da Open Call#2: projetos que combatam a segregação sexual nas escolhas educativas e profissionais e a discriminação no mercado de trabalho

O que vai conseguir?

  • Publicar um Estudo Científico e um Policy Brief sobre os estereótipos associados às escolhas profissionais dos/as jovens que frequentem os Cursos Profissionais do IEFP e centros profissionais com protocolo com IEFP.

  • Criar de um Toolkit formativo e realizar ações de formação, para jovens e profissionais, sobre a desconstrução dos estereótipos de género associados às diferentes áreas de estudo e respetivas profissões.

  • Mobilizar as raparigas para percursos na área das STEM, através do Programa Engenheiras por um dia.

  • Realizar uma campanha informativa nacional sobre combate aos estereótipos de género na escolha das profissões.

 

Working together for an inclusive Europe