A 8.ª edição do Business2Sea contou com a presença da Direção-Geral de Política do Mar

Entre 14 e 16 de novembro, o Centro de Congressos da Alfândega do Porto recebeu a oitava edição do Business2Sea, organizada pelo Fórum Oceano com a colaboração do CETMAR, e subordinada ao tema “Desafios do Mar 2030”.

Num evento dedicado à divulgação de projetos sobre o Mar e encontros de negócios nacionais e internacionais nesta área, a Direção-Geral de Política do Mar marcou presença tanto na área expositiva, dando a conhecer as oportunidades de financiamento na área do Mar, como em participação direta nas conferências.

O Diretor-Geral de Política do Mar, Rúben Eiras, e a Diretora de Serviços de Programação da DGPM, Sandra Silva, intervieram na conferência “Noruega-Islândia-Portugal Oportunidades de Negócio”, organizada conjuntamente pela Aicep Portugal Global em colaboração com a Embaixada da Noruega em Lisboa, a Direção Geral de Política do Mar e a Innovation Norway (Ver Apresentação). Esta conferência contou com o apoio do European Economic Area Financial Mechanism (EEA Grants 2014-2021), dando oportunidade aos participantes e às empresas de conhecer as possibilidades de acesso a fundos específicos dirigidos a projetos conjuntos de Portugal, Noruega e Islândia.

Em Portugal, a partir de 2019, estarão disponíveis 44,7 Milhões Euros no Programa EEA Grants 2014-2021 “Crescimento Azul”, abrangendo as seguintes áreas: pescas, aquicultura (produtos e tecnologias inovadoras no setor das pescas), portos comerciais, setor das energias oceânicas renováveis, indústrias marítimas (incluindo tecnologias de transportes marítimos), infraestruturas off-shore, robótica, tecnologias para recursos e mapeamento dos fundos do mar, construção naval, biotecnologia, monitorização e vigilância ambiental, e produtos inovadores já existentes no mercado ou em desenvolvimento que utilizem resíduos marinhos como matéria prima.

A Diretora de Serviços de Estratégia da DGPM, Conceição Santos, moderou o debate dedicado aos Port Tech Clusters: Do Conceito à Implementação Prática. Este debate incluiu como participantes representantes do Porto de Leixões, Vigo e La Coruña. Os Port Tech Clusters procuram fomentar a instalação de novas empresas, start-ups e centros de investigação tecnológica nas indústrias avançadas do mar nos portos portugueses. O objetivo passa por criar uma geração empresarial produtora de novas tecnologias e de serviços marítimos inovadores com forte potencial exportador. Este debate contou com a presença de vários agentes e interessados do setor, e foi possível estabelecer um diálogo produtivo no sentido de perceber o estado da arte e caminho futuro dos Port Tech Clusters.

No Workshop dedicado à Literacia do Oceano, com moderação da DG Mare, coube a Patrícia Conceição apresentar e discutir o programa Escola Azul e o seu potencial nacional e internacional. Este programa de Literacia do Oceano é coordenado pela DGPM e abrange já 86 escolas e perto de 12 mil alunos, envolvendo mais de 50 parceiros do setor do mar e da educação. (Ver Apresentação)

Por fim, o encerramento do evento que decorreu no Dia Nacional do Mar (16 de novembro) também contou com o Diretor-Geral de Política do Mar.