Cinemateca Portuguesa dá nova vida a filmes nacionais sobre o Mar

O Programa Cultura celebrou no dia 4 de fevereiro o contrato de financiamento do Projeto "FILMar - Digitalização do Património Cinematográfico".

“FILMar”, projeto concebido e promovido pela Cinemateca Portuguesa, irá promover a digitalização de filmes nacionais relacionados com a temática do mar, que se encontram atualmente inativas, no Arquivo Nacional de Imagens em Movimento (ANIM).  

O financiamento de 881.250 €, a ser utilizado nos próximos quatro anos, "vai permitir a aquisição de novos equipamentos de digitalização, reforçar os recursos humanos com a contratação de novos colaboradores e fazer a divulgação deste importante património português” conforme explicou a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, durante a cerimónia de assinatura do contrato.

Com este projeto, a Cinemateca pretende contribuir para a preservação de um elevado número de filmes, em vários suportes e formatos analógicos, e para a sua ampla difusão a nível local e nacional. A programação descentralizada de filmes, para públicos diversificados, permitirá assim reforçar a compreensão das tradições locais e da perceção da história marítima portuguesa como identidade nacional.

A componente internacional deste projeto prevê a cooperação bilateral com o Instituto de Cinema Norueguês e a Biblioteca Nacional da Noruega, na partilha de metodologias e saberes e na criação de uma retrospetiva cinematográfica, através de programação contextualizada sobre ambos os territórios e diferentes tradições do Mar, para serem exibidos em Portugal e na Noruega.

A longo prazo, o projeto "FILMar", tem como objetivo a sensibilização da sociedade civil para a qualidade do cinema português e a sua importância como plataforma de conhecimento na relação do Homem com o Mar.

A Direção-Geral do Património Cultural, enquanto Operadora de Programa, apoia este projeto que será um sucesso na valorização da Cultura Portuguesa. 

Veja aqui alguns momentos da cerimónia pública de assinatura do contrato.